Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Experimentação poetica + dos campos ele veio

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
. . . . ( no vão das reticências há vida, meu bem, tanta coisa aqui se pensa. Tu sabes quando digo que curto é o tempo da vida, pois....( profundo em sua essência, despedaçasse hoje, a verdade absoluta e este homem ja não crê...).....). . . .
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
. . . ( por onde tu me lê, a uma eternidade a frente de cada..( três dias ao mar e todas as noites no infer....) ponto. quiçá assim também  seja a vida, depois do ultimo suspiro.).....( indo em direção ao desconhecido ela lembrou da dança frenética, bem alinhada em que os esqueletos em suas fileiras festejavam a vida)....
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
.  . . . . . . . . . . . . . . . .( das três letras que consumi, faltou o esse de saudade que senti...). . . . . . . . . . . .  . . . . .
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
...................................(F)........(I)................(M)........



              DOS CAMPOS ELE VEIO

ME FORÇAVA FECHAR OS OLHOS O FORTE SOL DO NORTE. MEU CORAÇÃO ERA MULHER OUTRA ALÉM DE MIM. TORNOU-SE INQUIETA, AGITAVA SE MEU OLHAR
RUMASSE AO HORIZONTE NUBLADO, LINDO E LOGO
IMPRECISO.

AQUI HÁ SOL MAS DE LÁ VEM A CHUVA

ME PAGO O SERVIÇO RURAL COM CAFÉ E UM SUSPIRO PROFUNDO SENTINDO O ENTARDECER. MEUS OSSOS ESTAO TODOS CONVERSANDO NESTE MOMENTO.
MEU SORRISO É ESPONTÂNEO, E A SERIEDADE DO HORIZONTE DOS CAMPO É IRREDUTÍVEL A MIM.

DEIXO COM O AMANHÃ LÚGUBRES DO DESENCONTRO

VIVIA COMO A QUEM SE CANTA AS CANÇÕES, PORÉM PELAS ESPIGAS E GALINHAS. VIA A
 FELICIDADE RITUALÍSTICA DOS PASSARINHOS PELA FAZENDA. MAS EU ESTAVA SOMENTE SONHANDO QUE TINHA REALMENTE TINHA VIVIDO INTENSAMENTE A PAZ DESTE MEU LUGAR.

E ME ENCONTRA O DESENCONTRO NUM ENCONTRO

CORTANDO AS PLANTAÇÕES VINHA AQUELA FORMA ESCURA, PENUMBRA NO VERDE VIVO. ME APAVOREI E PEDI PERDÃO A MEU CORAÇÃO. ELE CHEGA, CADA SEGUNDO MAIS PERTO.

The Arthur
Enviado por The Arthur em 30/08/2019
Código do texto: T6732675
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
The Arthur
Pune - Maharashtra - Índia
22 textos (371 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 03:55)
The Arthur