Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tempestade Minha

Você pode me ouvir?
Oh tempestade minha
me afundando de novo.
Meu coração está em luto
procurando bote salva vidas.
Te gritando dentro do escuro.

Todas as mãos me afundam
imóvel me mantenho
É impossível pedir ajuda
afogando mar adentro...

Eu te verei de novo?
Tempestade Minha!
Tendo as intenções como as mesmas.
Porém te gritando ainda no escuro
Abafado pelos trovões
e o barulho das ondas.
 
Eu nunca mais te verei,
você é tempestade minha.
Estou ao mar de novo
que balança meu frágil
convés crepúsculo.
Dançando nas ondas mais tristes
oceanos a parte
do seu porto seguro...
Gustavo Brandente
Enviado por Gustavo Brandente em 31/08/2019
Reeditado em 31/08/2019
Código do texto: T6734120
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Brandente
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 18 anos
335 textos (8046 leituras)
3 áudios (90 audições)
1 e-livros (33 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 11:19)
Gustavo Brandente