Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando o amor acaba

Benzinho,
estávamos bem juntos.
Tudo parecia correr tão bem
você era fina flor,
e a mais bonita das rosas.

"Mas o amor um dia acaba..."
( disse ela entre lágrimas )

Juntos caminhávamos,
no frio ou sol quente.
E sob a chuva
eu segurava
suas mãos molhadas.

(E eu me afogava)

"Quando o amor acaba
tudo o que você faz
é contar mentiras
pra esquecer a verdade
Quando o amor acaba
as mentiras que você conta
só enganam a si mesmo."

E estou cansado de me repetir,
até amanhecer eu poderia ficar aqui.
E isso pôde ter salvo nossas vidas,
(ou talvez não).
"Vale a pena fugir
e nunca mais sentir?"
Com certeza não,
mas você fez.
e nada do que eu disser
poderá te trazer de volta,
agora.

Quando o amor acabou
tudo o que eu fiz
foi me tampar com o travesseiro
pra tentar esquecer
e quando as lágrimas caiam
"O que é essa vida?
de idas e vindas?"

Meu amor e eu,
éramos felizes juntos.
Feche a porta depois de sair
apague a luz e não se despeça.
Pois se você olhar para trás
você até pode chorar.

Quando o amor acaba,
tudo o que eu fiz foi fugir.
Incapaz de lutar
e incapaz de sorrir.
E onde você estiver,
espero que possa estar bem.
E se um dia eu te ver novamente?
Então eu minto pra mim mesmo,
para a triste verdade não me atormentar...
Gustavo Brandente
Enviado por Gustavo Brandente em 28/09/2019
Código do texto: T6756373
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Brandente
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 18 anos
334 textos (8030 leituras)
3 áudios (90 audições)
1 e-livros (33 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/11/19 14:33)
Gustavo Brandente