Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Terra Prometida

Ela me convidou para visitar seu quarto
E me disse que seu coração era um deserto
E que não podia dividir as águas
Então eu perguntei: para que água?
Se eu posso invadir sua terra prometida
E provar do seu leite e do seu mel
Ela sorriu meio nervosa e me disse:
Não sei aonde quer chegar
Mas vou contigo para qualquer lugar
Ela já estava para lá de Bagdá
E eu estava numa viagem além de Katmandu
Ela me ofereceu um cigarro proibido
E me disse que era só a entrada
Que guarnecia o prato principal
Eu disse que era só um ingresso barato
Para entrar em outros mundos desconhecidos
Que só os artistas pensavam que conheciam
Algum espaço relativo entre o bem e o mal
Mas o mal só existe porque o bem é bom
O mal então não é de todo mau
E ela concordava e ria sem parar
Porque Teerã já ficara há muito para trás
E ela quis saber se sua pele magnetizava
Eu disse que sim, por isso que estava ali
A mesma gravidade que agia sobre sua roupa
Agia sobre meu corpo de alma esfumaçada
Mas ela recusava uma experiência física
E eu perguntei na tentativa de persuadir:
Até quando não acreditará em mim?
Já realizei todos os sinais em seu meio
Ela então disse que a noite não tinha fim
Eu afirmei que a noite me deixava alegre
Porque a melancolia era uma lágrima do dia
E eu disse mais sobre o que ninguém lhe dizia
Sobre John e Paul, sobre Mick e Keith
Sobre Pete, sobre Ray, sobre Bob, sobre Jim
E ela me disse que tudo isso era bom
Pelo fato do povo querer entender inglês
Porque na verdade todos fazemos parte
De um arquipélago sem ponte de ligação
Assim feito Gil, Caetano, Rita, Raul, Tim
E qualquer outro cara que soubesse dizer não
Nessa altura nos cansamos desse papo sem futuro
Pois já estávamos a um passo além de Calcutá
Escondemos nossos corpos sob o lençol
E deixamos a noite se eternizar
Paulo Antonio Barreto Junior
Enviado por Paulo Antonio Barreto Junior em 01/10/2007
Código do texto: T675657
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Antonio Barreto Junior
Salvador - Bahia - Brasil, 46 anos
417 textos (6233 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 06:52)