Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A certeza me cegava.

A certeza me cegava
Por: Guido Campos
Eu estava com os olhos abertos, porém não enxergava o que me cegava.
As curvas eram retas, o redondo estava quadrado, o céu era um lugar onde os humanos pisavam.
A certeza me cegava...
As vacas iam até as flores sugar o seu mel, as abelhas pastavam pelos campos.
O mar estava asfaltado e havia largas avenidas.
E pela avenida Paulista os barcos se esbarravam.
A certeza me cegava...
Os braços parados nada produziam.
As mãos que não ajudavam se enferrujaram.
A amizade era feita com cobras, e o abraço matava.
O trago era de morte e a dose era suicida.
A certeza me cegava...
Cegou a ponto do dia ser noite, o sol ser negro, o ar ser hidrogênio, e a chuva ser metano.
A certeza me cegava.

guido campos
Enviado por guido campos em 18/10/2019
Código do texto: T6772787
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
guido campos
Taubaté - São Paulo - Brasil
450 textos (55334 leituras)
1 e-livros (22 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/11/19 01:16)
guido campos