Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

tiro certeiro

tiro certeiro
fui o primeiro
a colidir
com aquela imagem
doce miragem
de anjos no céu
o meu chapéu
pendurado na árvore
no sul da paisagem
você não surgiu

tiro certeiro
você me engoliu
você não me viu
manchado de preto
de sangue e fosfato
no meio do mato
meu terno engomado
se empobreceu

tiro certeiro
eu te alcancei
mas fui o primeiro
que iria morrer
você me dizendo
que era uma festa
que os anjos no céu
iam me receber
com cem badaladas
no meu coração
você não se foi
e eu também não


Rio, 10/11/2006
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 04/10/2007
Código do texto: T679701

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6831 textos (148058 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/17 19:11)