Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O ANJO (Leia e comente)

De repente surgiram dois sóis
De brilho tão meninos
Belos, mansos, vorazes
- Desejo, tentação, fascínio

Lembro-me daquela tarde
Quando aquele anjo surgiu
Andando como que em passarela
Belo e afável, o sorriso se abriu

Durou o tempo necessário
Para ser extraordinário
E por demais, sedutor

Mas, no ápice da fascinação
Chegou aquela condução
Lágrimas! O anjo voou.
POETA URBANO
Enviado por POETA URBANO em 05/11/2007
Código do texto: T724278
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
POETA URBANO
Camaçari - Bahia - Brasil, 42 anos
533 textos (13197 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/17 04:23)
POETA URBANO