Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O FANTASMA SOLITARIO

.
Incauto, destemido
Não teme o bandido...
Tem como arma o grito, o gemido...
Inquieto, soa desconexo...
Tolo só quer brincar, nem pensa em sexo
Embora solitário, o fantasma se diverte
Ativa a cobiça;
Não pode cheirar delicias, mas já saiu do armário
Sozinho no seu lençol, indumentária sem adereço;
O mesmo branquinho básico...Estilista abomina!

Triste sina, rotina sem sal
Dos poetas a solidão, quereria não;
(Nem pensar)!
Quem dera muitos amores...
Eis que surgem caçadores!
Tenta em vão exorcizar...
É vitima, pensam algoz.

De fantasmas, nunca se viu um casal.
.
by jorge-arildo
.
jorgearildo
Enviado por jorgearildo em 27/11/2007
Código do texto: T754311

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jorgearildo
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
105 textos (2511 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 12:37)
jorgearildo