Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

a escada

a escada em gargalhadas
subia a lugar nenhum.
as peças de madeira,
correndo inteiras nas laterais
e ainda ligadas
por peças menores, cheias de emendas;
algumas, sim, tão solidárias,
eram apoios para algum pé
que neles fosse atrás de um doce,
atrás do que quer que fosse,
atrás de alguma coisa qualquer.
chegando em riba, de lá de cima
traria o corpo ao chão.

no meio da confusão,
veio a Matilde que, muito humilde,
sorriu por obrigação.


Rio, 09/06/2005
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 14/06/2006
Reeditado em 13/10/2006
Código do texto: T175082


Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6973 textos (154816 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/03/20 07:23)