Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

De repente

Uma caneta aí por favor
Uma caneta pros meus versos
Uma caneta pra esse horror
Uma caneta é o que peço

Um favor pra tal caneta
Alguns versos para essa caneta
Um horror se esconde da caneta
Eu peço urgentemente a caneta

Uma caneta para o escarro no papel
Uma caneta para fingir o céu
Uma caneta para tirar-me do léu
Uma caneta – amarga – o fel.
Majal San
Enviado por Majal San em 18/01/2018
Código do texto: T6229568
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Majal San
Maceió - Alagoas - Brasil
267 textos (3568 leituras)
38 áudios (671 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/10/20 05:04)
Majal San