Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

À busca da Fonte

Não estamos sós neste multiverso tão vasto
Não há por que o Criador do espaço infinito
Criá-lo para um planeta que deixou de ser casto
E vai perdendo o seu destino bendito.

Letárgico e inexorável começa o despertar
De que somos, da Grande Fonte, meros fractais
A Ela conectados e a quem iremos voltar
Independente de nossos atos heroicos ou banais.

Não somos desse orbe a primogênita raça
Nem somos frutos exclusivos da Divina Providência
O Amor e a Guerra, dupla que a toda Era perpassa
Estão em nossos genes, estão em nossa essência.

A nossa História, ao que está nos livros transcende
E talvez anteceda ao caos da Grande Explosão
O limite do que a inteligência atual pouco entende
Pois talvez não seja tão pura a sua real intenção.

Dos sistemas Sírius, Andrômeda, Órion, Pleiades e Aldebarã
Vieram povos para esse planeta laboratório
Fugindo, explorando, experienciando um novo amanhã
Mas sucumbiram a cada estágio probatório.

Hiperbórea, Atlântida, Lemúria, antigas civilizações
Que evoluíram e se perderam pelo ego e pelo poder
Elfos, Reptilianos, Pleiadianos, Sirianos e outras denominações
Arcontes, Anunnakis, Humanos estiveram e estão a se perder.

Mas deixaram à nossa curiosidade os seus mistérios
Que, pouco capazes, estamos a profanar e destruir
Incas, Maias, Astecas, Egípcios, Gregos e Sumérios
E conhecê-los é uma forma de no presente evoluir.

Porém, só se evolui se compreendermos do passado
Que nem tudo que nele houve é para ser repetido
Tudo o que foi ruim deve, como lição, ser guardado
E o que foi bom, como bálsamo, deve ser repartido.

Quando formos capazes de nos livrar do ego doente
E enxergar, de olhos fechados, além do horizonte
Perceberemos que a Razão é ínfima parte da Mente
E retornaremos, pelo Coração, à Criadora Fonte.

Cícero – 01-01-2019
Cícero Carlos Lopes
Enviado por Cícero Carlos Lopes em 01/01/2019
Código do texto: T6540533
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cícero Carlos Lopes
Ferraz de Vasconcelos - São Paulo - Brasil, 43 anos
367 textos (6186 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/07/19 20:22)
Cícero Carlos Lopes