Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lógica de argumentaçãoanalogiasinferências, deduções e conclusões.
 
Rosa Pena


Lógico que acabou de vez, que agora nos odiamos e nunca mais, nunquinha mesmo, quero olhar pra sua cara. Sei que você se arrependeu tanto quanto eu, desse nosso louco caso... De amor?! 

Lógico que já se esqueceu da minha borboleta safada e eu do seu cavanhaque assanhado, maldita essa nossa luxúria. Somos bem maduros para saber que o que passou... Passou. Foi um erro a mais, tipo votar no Tiririca de brincadeira e ele no final ganhar por que outros brincaram que nem nós. 

Lógico, mais do que lógico, quase óbvio, que não vou pegar no seu pé nem você no meu, somos livres, eu já superei tanto ou mais que você, "já era" meu tempo de luto, estou bem mais feliz agora, muito mais do que antes e nossa separação foi, sem dúvida, a decisão mais acertada! Exageramos demais nas emoções, pois quase nada aconteceu entre nós. Piramos por um bom tempo, mas quem não enlouquece com essa inflação, desemprego, violência, caos social? 

Dizer adeus não foi tão difícil como imaginávamos. Aprendemos que não se come desenfreadamente buchada de boi sem ficar afrontado depois, mas todos têm o direito de abusar de vez em quando do apetite, depois se irritar com a própria burrice, sentir ódio da gula, de todos os pecados capitais. Amar entra em que categoria de pecado?

Lógico que da próxima vez não cairemos de cabeça, nem perderemos ela, somos inteligentes o suficiente para não errar pela décima vez. Então, agora, que já nos passamos a limpo, que tal jogarmos o rascunho do que fomos fora e irmos à luta? Há tanto sol lá fora. 

Só me diga uma última coisa antes do nosso adeus de vez. 
-Quem foi o maldito que inventou a lógica amorosa?

 Filho da puta assexuado.
 

Obs: Lógica é um processo pelo qual uma conclusão é inferida a partir de múltiplas observações. A conclusão pode ser correta ou incorreta. Correta dentro de certo grau de precisão, ou incorreta em certas situações.
Rosa Pena
Enviado por Rosa Pena em 17/03/2014
Reeditado em 18/03/2014
Código do texto: T4732926
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Pena
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
987 textos (1585151 leituras)
48 áudios (24863 audições)
33 e-livros (31308 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/10/19 22:39)
Rosa Pena

Site do Escritor