Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Parvos! Apenas parvos!

             “Há algum tempo, brigaram o Céu e o Mar para ter o título de quem seria o senhor da mais bela cor a ser exibida. O mar defende o seu poder, diz que o seu Azul é brando para os serenos, ora intenso para os bravos e que os poetas agraciavam-no com adjetivos para encantar as donzelas que lhes sucumbiam. O céu também, em partes, cobrava pelos mesmos feitos que gabava o mar.
             No debate, tiveram que se contentarem na reticência. Pois, o Sol imenso e Dourado, olhando toda aquela amálgama, disse é uma imperada voz:
             _Caleis-vos, bando de ingratos e aparvalhados! Se vos tendes o Azul, é porque vo-los concedo. Senão, passar-vos-íeis de um imenso Negro, e que haveríeis de contentar apenas com um ínfimo Cinza que só minha irmã Lua e minhas sobrinhas Estrelas a brilhar-lhes. Se assim, desejar-me, estando eu nos dias em que meu coração tem olhos pusilânimes, obrigo-vos a serem Vermelhos ou Alaranjados.
             O sol, mais calmo, disse-lhe mais:
             _Ambos são lindos! Não percebeis que é a beleza dos dois que fascinam os humanos? Sejais belos e dignos de mais versos para que lhos eternizem aos pros que virão.
             O Céu e o Mar ficaram alegres pelo elogio do Sol. O sol saiu e, como advertência, puniu-os com o Crepúsculo e a Penumbra.
             Mesmo ainda com o castigo, gabam-se lindos; e em alguma vez ou outra promovem certas ressacas, certas tempestades por suas intrigas.”
Patrick di Peixoto
Enviado por Patrick di Peixoto em 23/09/2008
Reeditado em 27/11/2013
Código do texto: T1193377
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Patrick di Peixoto
São Gonçalo - Rio de Janeiro - Brasil, 41 anos
426 textos (10599 leituras)
2 e-livros (811 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/05/21 20:19)
Patrick di Peixoto