Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEA CULPA(?)

"(...)Eu não vou separar as minhas vitórias dos meus fracassos,
Eu não vou renunciar a mim, nenhuma parte, nenhum pedaço...
(Ana Carolina, Te olho profundamente no show Dois Quartos)"



          
Arrependo-me. Como qualquer criatura que tenha alguma humildade e uma certa dose de vergonha na cara. Errei. Fiz sujeira e sentei em cima. Arrependo-me, mas não daquilo que me fez vulnerável. Ao contrário, arrependo-me das minhas expostas e supostas invulnerabilidades.
          Arrependo-me da força que fiz crerem que eu tinha, quando eu era um pedaço, um nada, uma coisinha. Arrependo-me mas não volto atrás porque foi assim que cheguei ao que sou e o que foi feito não se desfaz. Ai, a mania de sermos tão grandes ... Se ao menos soubéssemos como somos tão pouco, tão pequenos.
          Arrependo-me de saber tanto e no mesmo momento, guiar-me pelo pensamento ignorando que nosso melhor guia é o sentimento... 
          Arrependo-me mas não renego nada do que fiz ou desfiz, não renego nenhum pedaço, a parte podre ou a parte feliz...Agrego isto ao meu livro de aprendizagens e nada há que me faca esconder sobre o tapete o triste, o feio, a desgraça. 
          Arrependo-me, mas não tenho porque baixar os olhos e não te encarar como sempre: olho limpo, claro e insistente. Não vou te censurar se me acreditares impertinente. Faz parte de mim este ser dúbio, de um lado humilde e ao mesmo tempo insolente. Arrependo-me de não o ter sido antes, antigamente.
          Arrependo-me, mas não me busque no passado. Ficou entregue a poeira e as traças...

www.deboradenadai.prosaeverso.net

(faltaram algumas crases...este teclado espanhol ...grrrrrrrrrrrr!!!)

Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 05/03/2009
Código do texto: T1470563

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 56 anos
722 textos (166930 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/11/19 22:48)
Débora Denadai