Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A ETERNA PROCURA...


        Castelos construídos...
        com lágrimas e dor
        num coração de menino...
        Procura incessante ...
        da plenitude do olhar dos anjos,
        do seu melhor instante...
        do amor mais acariciante
        no olhar do outro !

        Procura descontrolada...obstinada...
        por um grande amor : sua  "Deusa"
        - que o tornará triunfante,
        no mais feliz
        de todos os homens!-

        Mas eis que a desilusão 
        lhe dilacera a alma!
        Sua amada em nada lhe corresponde...
        Seu desejo é ser amado...admirado...
        Mas ainda dessa vez...não encontra
        o que lhe merece o pranto!

        Aí, então, novamente...
        reza e implora de joelhos
        à  Nossa Senhora, que lhe traga
        a mulher tão esperada!
        Por um instante crê que ela,
        num milagre  lhe aparece... 
        E fica tonto!

         - Crê, com toda a sua alma, 
         que desta vez, será amado
         como sempre sonhara...!
         E um tempo passa...
         Novo desencanto!
         Sua fé se evapora...
         A mulher amadanão vem
         lhe dar o amor
         que lhe contenta!

          Pensamentos sombrios
          invadem e atormentam
          seus melhores momentos...

        - E minhas qualidades?           
          E minha genialidade
          que a todos encantam?
        - Por que me elogia tão pouco...
          e se contenta
          em só querer meu coração,
          meus beijos, meu cheiro...
          meus carinhos, meus enganos...? 
        - Mais uma vez me enganei...
        - O que  fazer com sentimentos
          contidos, descabidos...
          incompreendidos...
          em permanente desalento?

         -  Grande decepção! 
            Trata-se sim, de uma mulher
            do gênero mais comum...
            pois seu amor não me envaidece...! 
            Sequer me enobrece,
            como tanto eu gostaria!
            Por que me sinto assim, 
            se meu peito acalenta
            tanto sentimento?

         -  Ela nem se importa...
            com minhas infindáveis riquezas
            nem com minha história
            de nobreza...
            Como pode querer
            somente o meu coração?
            Se contentar que
            simplesmente me abrace
            com paixão ?

         -  Oh! Virgem Nossa Senhora:
            Onde estará...
            minha ideal companheira?
            Onde estará minha amada...
            que procuro em vão? "

Mariapaz
Enviado por Mariapaz em 23/05/2009
Reeditado em 23/05/2010
Código do texto: T1611192
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Mariapaz
Maricá - Rio de Janeiro - Brasil
474 textos (24411 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 05:34)
Mariapaz