Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OLHEIRAS

Amor.
Quando ele chega, não tem jeito.
A tremedeira de pernas bobas.
O suor de cachoeiras. Olheiras.
O pulsar sóbrio do coração tonto.
A angústia de lembrar o amor antigo.
O frio na testa e o ego em festa.
A vontade de escrever poemas adocicados.
O medo do replay. O medo do sim.
Mas, como sempre, não tem jeito.
Dá sempre um branco sem graça.
Gesso no passado. Tinta nova.
O futuro não pode ser fosco.
Brilho total, enquanto o tempo
não o jateie. Com areias do novo.
Do novo amor que chega.
Quando ele chega, não tem jeito...
 
EDSON PAULUCCI
Enviado por EDSON PAULUCCI em 26/05/2009
Código do texto: T1616472

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
EDSON PAULUCCI
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil
2573 textos (66961 leituras)
1 e-livros (113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 23:41)
EDSON PAULUCCI