Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Se a canoa deslizar no calmo rio,
Caboclo desprevenido é presa fácil.
Na rua estreita por onde passa o rio
E cercado pelas matas encantadas,
Onde se ouve a coruja com a noite prosear!

Iara acalma o rio com seu soprar...
Marinheiros são atraídos com seu cantar,
Sereias aparecerão no leito da ilha Mapinguary,
Encantamentos de amor se faz ali!

Botos à espreitar, próximo a beira do rio,
A escolher donzela com quem deseja
O cio saciar...
E sob a luz da lua,
Seu charme lançar e bela donzela
Pro fundo do rio levar!

Matinta-Pereira na mata a dentro,
Silênciooooooo
.
.
.
.
Escute seu assoviar!
.
.
.
.
Deixe um pouco de tabaco
e cachaça que ela nada fará!


Encantos de minha mata,
No interior de meu imaginar,
Que no cair da noite sem lamparina
O caboclo vem contar...
Causos, contos, encantos... Desse meu Pará

Curupira amigo, venha ao meu lado se sentar!!

Monet Carmo
Enviado por Monet Carmo em 30/06/2006
Reeditado em 30/06/2006
Código do texto: T184801
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
Monet Carmo
Belém - Pará - Brasil, 41 anos
3252 textos (331958 leituras)
82 áudios (10648 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/03/21 13:23)
Monet Carmo