Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

          Estranha...Enquanto sonho!
               
 

Perdoaria esta noite...
Se por ventura, eu sonhasse
Por linhas tortas, a utopia mais perfeita
E meu deserto fosse... “Os Quintos do Intenso”
Onde eu pudesse ser encontrada
Pelo silêncio... Pelas estrelas eleitas
Pela volátil magia... Hoje, em mãos...
Entre mil palavras!!
               ***
*
Seria alguém capaz, de perdoar a noite...
Pretendida, pelas sombras rarefeitas
Seria alguém capaz, de perdoar a noite...
Que não pareça sua e solta na demora
Senão nua...Se Vista displicentemente
De maltrapilhas fantasias, enquanto chora...
                        ****
Noite que se compraz arredia...
Povoa, mas sangra a fantasia, embora...
Chore a poesia perdida no corredor dos ventos!
E escoe em meio a questionamentos
Despida de sossegos, farta de monotonia!
E quanto te custará um amanhecer?
Quando a ilusão, tão dona dos teus momentos
Outra vez paga, com os lumes estelares
Pelas horas estendidas...Furte todos teus cantares
E te mostre uma estranha...
Entre os vãos dos pensamentos!!
                          ****
Digamos... Que a noite apenas ouviu!!
E partiu de manhãzinha, sozinha e vazia!!
Vazia de céu... Imune a presença pura que portou
Dividiu ausências, com as demais,
( Esquecidas! )  Depois bebeu o amanhecer
Num gole só!   Enquanto a alvorada...
Em seus tentáculos multicores...
Abria o espetáculo, com a alma nos olhos!
Tempo e Sonho... Contendores do existir
São as lágrimas, são as fadigas...
Em multidões partidas...Perdoam a vida!
Amanhecem nos caminhos...
Acontecem e desaparecem...
Nas idas e vindas...
E quando encontram suas manhãs,
Amam suas tardes... Sonham noites divididas!
                                ****
Digamos que.... “ Estranha...Enquanto sonho! “
                            *****
20/03/2011

IZA SOSNOWSKI
Enviado por IZA SOSNOWSKI em 21/03/2011
Reeditado em 22/03/2011
Código do texto: T2862676

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
IZA SOSNOWSKI
Minas do Leão - Rio Grande do Sul - Brasil
516 textos (20256 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/05/21 23:27)
IZA SOSNOWSKI