Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM DEDO DE... PROSA

 

    Minha lógica é alcançar-me... Fazer-me vontades.
    Sou presa apenas... Em minha liberdade.
    Na querência de muitas vidas em uma só...
    Até que meu limite me assegure de sua impotência...


Sou formas e maneiras,
Nunca estou... Sou por opção... Ninguém me mudou...
Nem a forja que me feriu... Nem o ungüento que me curou
Sigo em minha liberdade de ser pássaro e buscar em meus vôos
O bálsamo que unge minha alma e refresca minhas cicatrizes
E quando em meu pouso, me torno riacho, vou fazendo meus contornos,
Acariciando encostas... Propagando vida... Admirando o sol de cima para baixo
E quando na cascata eu viro brisa, vou me encharcar do aroma das flores,
Refrescar as faces quentes dos girassóis reluzentes em meus quintais.
Sou busca e encontro... Sou guerra e sou paz... Encanto e sarcasmo


          Sou uma... Única... E sou muitas
          Poderás encontrar aquela que quiser
          Ser amado por ela... E tê-la aos seus pés
          Mas não poderás ser meu dono...
          Porque minha liberdade comprou minha alforria...

           

Maria Cecilia Hequidorne
Enviado por Maria Cecilia Hequidorne em 30/10/2011
Código do texto: T3307179
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Cecilia Hequidorne
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1332 textos (28099 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/19 16:27)
Maria Cecilia Hequidorne