Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Estóicos 23 dias.

Demência


Fico por vezes, procurando na mente, as razões do coração. Razões que suplantam emoções, ou que invertam as próprias razões.

Assim é a mente que procura uma semente, perdida no tempo, jogada ao vento, sem folhas e sem frutos. Sem germinar.

Sementes perdidas, tantas vezes esmagadas, sem núcleo, sem raiz, sem uma vida futura, sem alegrar lá na frente, a casta menina ao contemplar tão bela flor.

Assim são meus dedos, no desbotado teclado, tentando acompanhar, devaneios dementes, da minha mente, da minha semente sem vida, perdida, na noite sem luar.

Assim, sem procura, lendo velhos guardados, já amarfanhados, no esquecimento da mente, que diz puramente, que amanhã será um novo dia. Sem memória, sem dor, sem pétalas da flor que jamais sairá da semente.

Olho lá atrás, estrada percorrida, passos apagados, onde o túnel se estreitou, quase fechou, abriu-se de repente e surgiu nova luz – apagada, serena, verdadeira sem paixão, seguindo a luz da razão.

Eu me vejo aqui fora, queimando ao sol, sem sombras sem medos, tormentas passadas, névoa na mente. A lembrança da gente prega peças – faz ver o que não há, o que não houve. Faz sentir o não sentido, não consentido, outras vezes, só mostra a razão, feito clarão, de erros de então, da falta de ação, dos medos do homem.

Fico acordada, até de madrugada, na noite enluarada, pra ver a manhã prateada, que me tira a ilusão de que o amor pode ser eterno – eterno sem ouro, sem matar o besouro num domingo qualquer.

Lá se vão os dedos, e ficam-se os anéis – de preferência, que sejam de ouro e diamantes que não estragam no suor de velhas mãos, nem tão pouco no sal da piscina dos teus olhos.
Fátima Batista
Enviado por Fátima Batista em 24/01/2007
Reeditado em 01/12/2007
Código do texto: T356819
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fátima Batista
Santo André - São Paulo - Brasil, 56 anos
1436 textos (75142 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/07/19 15:16)
Fátima Batista