Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Seus Olhos

Seus olhos, e como os odeio!
Nada sutis a me olharem, e me culpam!
E me culpam! O que está feito, está feio, não tem jeito de mudar.
Está feito.

Seus olhos, e como me assustam!
Desvio o olhar sempre que os vejo,
Versão moderna da medusa,
A cabeça em chamas,
Mas são as órbitas negras que me queimam.

Acho que sou uma estátua de sal
Entre Sodoma e Gomorra.
Um misto de coragem e desculpa.
O que sinto é uma luta
Incessante de mim comigo mesmo.

Seus olhos, ainda os procuro...
Alê Campos
Enviado por Alê Campos em 06/10/2013
Código do texto: T4513081
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Alê Campos
Uberlândia - Minas Gerais - Brasil, 32 anos
46 textos (1736 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/05/21 19:52)
Alê Campos