Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ÚLTIMAS INTENÇÕES

Momentos...
Hão nos ventos a me ludibriar
São largos e magros de tão raros que são.

Momentos e ternuras
A me deturparem por inteiro
Na imensidão do relógio do peito
Que anda amolgado, amontoando-se entre os ponteiros.

Da leda e breve vida prófuga e dum sentimento alinhado...
Não saio de casa sem recolher a essência - a exsudar!
No ambiente marinho, no leito da alma.

Sou reles abelha a compor o mel dos sustenidos
A me encantar, a evitar a rejeição
A fitar a atracação em imenso porto
Ora, quase morto!

À guarda do apocalipse singelo
Com terebentinas e acácias a me darem um vinte e dois
Meus reis magos, meus intervalos
Sou perene neste ato leviano e insano da existência
Venho tenro, calibrado e cheio de últimas intenções.
Cesar Poletto
Enviado por Cesar Poletto em 07/01/2014
Código do texto: T4640048
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cesar Poletto
Piracicaba - São Paulo - Brasil
740 textos (34738 leituras)
1 e-livros (257 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/07/19 20:33)
Cesar Poletto

Site do Escritor