Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Castelo Azul...

Onde estão os castelos  que um dia construí de sonhos?
Sonhos... esgarçam - se como nuvens, quando a menor brisa
de desilusão os toca... Que dirá quando um vendaval os açoita,
com violência, levando tudo de roldão...
Tu me expulsastes do nosso "Castelo Azul", antes de destruí - lo,
mas não sabes  que lá ficou, para sempre enclausurada, a minha
alma...  a alma que  te entreguei, um dia, quando então, te
chamava "vida", porque eras, para mim, a minha  própria vida...
Não conseguistes ao menos sentir o perfume que ficou pairando
no ar, dos nossos corpos enlevados em êxtase...elevados à
sublimação mais pura, dos sentimentos...
Não conseguistes ouvir, ainda, a sinfonia dos nossos suspiros, das
nossas juras de  amor eterno, ecoando pelas paredes azuis do
nosso castelo de sonhos...
Deixastes que teu amor se dissolvesse em bocas que jamais te beijarão
como te beijei.... em corpos que jamais serão tão teus, como foi o meu,
porque jamais alguém chegará a conhecer - te, como eu te conheci...
como tu me conhecestes... nós nos adivinhávamos... havia uma sintonia
mágica, entre nossos pensamentos....
Não pensastes em mim... não pensastes que, enquanto te dispersavas em outros abraços, meus braços pendiam exânimes, vazios e solitários do teu corpo amado que  tanto desejei...
Meu vocabulário é pobre, para expressar a minha tristeza... Talvez os
anjos, do céu, ao verem tanta mágoa impregnando meu coração,
consigam sublimá - la, transformando - a  em oração...
Meus olhos parecem cascatas jorrando lágrimas, mas essas não
aliviam a dor que me avassala... Sinto seu calor sobre minhas faces como fossem cordões de lavas, incandescentes, queimando como queimam as chamas do inferno que lavra minha alma...
Nenhum grito sai da minha garganta... nenhum gemido ecoa do
meu peito... apenas  soluços e suspiros escapam do meu coração...
Porque sei que entre nuvens brancas, nos píncaros de uma alta
montanha que se debruça sobre o mar que brame, murmura e chora,
jaz um Castelo Azul e um amor... em escombros...
 
Arianne Evans
Enviado por Arianne Evans em 19/02/2015
Código do texto: T5142820
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Arianne Evans
Curitiba - Paraná - Brasil, 69 anos
719 textos (59931 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/07/19 17:12)
Arianne Evans