Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao chegar do evento, ainda impregnada pelo cheiro de flores, ouvindo os ecos dos lamentos, deitei-me.


Cobri-me mentalmente de pétalas de rosas, e imaginei-me em um sarau onde cítaras emitiam sons... Vi flores espalhadas pelo chão. Begônias, lírios, rosas, camélias...


Acendi um incenso. Estava tão fora de mim que não sabia mais o que fazer. Queria chorar, mas as lágrimas estavam represadas.


Entoei um mantra.


Balançava a cabeça, chegava à janela, olhava o céu...


Senti por alguns segundos que meu lugar não era mais aqui. Ansiei por um par de asas.


Queria voar, voar, e nunca mais voltar!
belvedere
Enviado por belvedere em 09/10/2005
Código do texto: T58038


Comentários

Sobre a autora
belvedere
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
223 textos (76516 leituras)
5 e-livros (1331 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/08/20 20:02)
belvedere

Site do Escritor