Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NOME DE MENINAS

“Minha terra tem palmeiras
Onde canta o Sabiá...”
Gonçalves Dias - Canção do Exílio - Desde Coimbra.

Se saudade é a vontade de ver de novo,
Se cá me encontro, porém, assim distante...
O que estou a sentir é o mesmo que se sente estando além mares – Saudades.

Como àquele, desde minhas saudosas lembranças – Lhes conto
Que além de palmeiras e sabiás maranhenses – Nestas terras, também tem árvores de galhos tortuosos, de porte pequeno, de raízes profundas, de cascas duras e grossas, e de folhas cobertas de pelos – Onde, também, cantam Sabiás.
 
Onde nascem flores lindas e que levam nome de meninas, são elas
Do mais intenso tons de rosa e lilás, que a natureza é capaz de inventar - Sem queixumes...  Não me passou pela ideia...
E não quis a ninguém magoar - Por suposto no cerrado há Ipês e Flamboyant, a Flor do Pequi, o Chuveirinho...

Ah, Gonçalves...
Talvez, não se morra de amor, como defendeste...
Mas, que se morre, morre!  Assim é.
E quando eu morrer - Que não me lamentem a partida, apenas
E se possível se encarregue ao vento minhas cinzas - Quero me entranhar aos encantos dos recantos da minha terra, de raras belezas, pra mais de mil.
Cláudia Célia Lima do Nascimento
Enviado por Cláudia Célia Lima do Nascimento em 24/04/2017
Reeditado em 25/04/2017
Código do texto: T5979805
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Célia Lima do Nascimento
Luziânia - Goiás - Brasil, 55 anos
489 textos (18458 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/05/21 05:04)
Cláudia Célia Lima do Nascimento