Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A escuridão que me encontro

Quando eu era criança, eu tinha medo de dormir no escuro.
Eu tinha medo da escuridão, eu achava que no escuro havia monstros que apareciam e nos rodeavam e nos faziam mal.
Agora que eu cresci, eu aprendi que esses monstros estão no claro.
E toda a vez que eu acordo e vou para a rua, esses monstros estão.
Uns estão se disfarçando de amiga  que você confia e mais tarde ela está julgando cada erro seu que , na época, ela fingiu entender.
Outros estão disfarçados de amigos. Mas na real eles falam mal e só querem sexo e estragar um relacionamento feliz.
Tem uns que são monstros mesmos, não usam nenhum tipo de disfarce.
Mas com esses eu não devo me preocupar muito, pois é dos anjos que se sai as piores tragédias.
O nosso amor virou tragédia.
E hoje, eu durmo no escuro por que tenho medo do claro.
E nesses dias atuais, eu ando escolhendo ser melhor amiga da solidão e ser a namorada da nostalgia...
Assim que se vive a vida?
Eu quero uma passagem de partida,
Só de ida,
Para não ser uma viagem perdida...
Adeus, claro.
Eu te amo, escuro.
Milena da Vera Cruz
Enviado por Milena da Vera Cruz em 14/03/2018
Código do texto: T6279211
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Milena da Vera Cruz
Belém - Pará - Brasil, 17 anos
86 textos (1634 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/05/18 06:22)
Milena da Vera Cruz