Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O vestido que eu não usei

Salto, cabelo, maquiagem, perfume,
Bolsa certa, sorriso treinado,
Convite apostos,
Tudo em ordem.

O momento chegou,
O lindo vestido ali no cabide,
Impávido, como um noivo no altar
A espera de seu grande amor.

Os passos cadenciados em sua direção
Refletem toda a emoção que está por vir,
O último passo na ponta do pé,
Tal qual d'uma bailarina, a mão se estende,
Um leve gesto, pronto, ei-lo!

Hora de vesti-lo, rodopiar ante o espelho
E respirar o doce ar das musas celestiais,
Derepente a surpresa uma nódoa gigantesca
Propositalmente colocada o desfigura por completo.

Ah, que dor - que ódio! 

As lágrimas borram a maquiagem
O gesto incontido destransa o penteado
Os cabelos se soltam, o vexame faz tropeçar,
O salto se quebra a bolsa cai e se mancha.

Só restou o perfume esse não sai...
Mas pra quê? 
Cadê minha festa, meu vestido!

Rumo a cama - não vou mais...
Só me resta chorar...

Maldito, você me paga!
António Souza
Enviado por António Souza em 15/05/2018
Reeditado em 28/05/2018
Código do texto: T6337156
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Antônio Souza - www.antoniosouzaescritor.com ). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
António Souza
Manaus - Amazonas - Brasil
84 textos (2360 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/18 03:10)
António Souza

Site do Escritor