Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Belas lembranças

No sítio do já faz tempo
Na margem do Apeú
Da mata chegava cedinho
O canto do passarinho

Era tanta calmaria
Peixe e açaí todo dia

Na margem do Apeú
Cupuaçu não faltava
De manhã igarapé
Na brasa o pirarucu

Sol baixando o bate-bola
No campinho arranca toco
Gol de bicuda ou de sola
Sem tapa nem troca de soco

Pendurada na parede
Lamparina se acendia
Cada um atava rede
Logo cedo se dormia

Fogão de barro lá fora
O carvão ainda aceso
Esquentava a sobra do dia

Às vezes depois do jantar
Histórias de assombração
Todos prestando atenção
Aos contos de arrepiar

Certa noite preparados
Todos prontos pra sair
Aonde vão sem avisar?
Pra festa em Macapazinho

Se é de gosto fica aí
Matinta-Perêra não tarda
Sem demora ouvirás
Seu assobio na mata
Guarda o fumo pra Matinta
Não vais cachimbar sozinho

Credo em cruz
Deus me defenda
Com todo respeito que tenho
A qualquer um encantado
Em feitiço não me empenho

Mas devido à circunstância
Pois dela quero distância
Faço até uma oferenda
Pra não ver Matinta ao lado

Aos pulos meu coração
Atrás da turma a caminho
Não me deixem aqui amigos
Dessa festa gosto tanto
Lá vou eu Macapazinho

Nem morto fico sozinho
Pra ela não me seguir
Pra Matinta até deixei
Na janela um cigarrinho
Fui...
Manoel Jerônimo
Enviado por Manoel Jerônimo em 12/07/2018
Código do texto: T6388013
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Manoel Jerônimo
Belém - Pará - Brasil, 75 anos
21 textos (196 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/07/18 17:21)
Manoel Jerônimo