Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
RECOMEÇO DE NOVO (PARTE INICIAL) !!!

Em 06/10/2007, começamos a elaborar e, postar, nossos textos no site RECANTO DAS LETRAS, até então, (pra mim) algo completamente inusitado, mas, considerando a mania de fazer experiências, fui em frente...

O intressante foi perceber que pessoas estavam lendo e, até comentavam textos por mim elaborados, mesmo havendo feito opção por apreseentar–me como sendo um escritor evangélico (tanto no perfil, como nos textos (citaria o primeiro texto – uma espécie de prosa poética, que foi intitulada: RECOMEÇO – autor: fchagass...

RECOMEÇO ...

Sentia uma imensa vontade de descobrir os mistérios da vida,
do universo.
Sede de conhecer a verdade,
fome de poder sentir-me alguém!

Recusava-me a crer num DEUS que eu não conseguia encontrar onde eu desejava que ELE estivesse.
E assim, eu seguia mais longe ainda, procurando respostas.
Fugia de mim!

Na ilusão de satisfazer a sede da verdade, refugiava-me em correntes filosóficas e me frustrava mais ainda,
ao perceber que, geralmente, manipulam nossas angústias em proveito de interesses
– muitas vezes contraditórios à essência do que divulgam.

Exausto de correr em busca de explicações, sentei-me a beira de uma estrada na esperança de poder descansar um pouco
– a mente e o corpo!
Sem nada com que me ocupar, vendo o sol sumir atrás dos montes, surpreendido admirando toda a beleza de um final de tarde e início de noite.
Um silêncio enorme nos envolveu
(a mim e ao local)
e sem medo da escuridão que estava tomando conta de tudo, sem medo da solidão,
adormeci consciente de que eu também era parte de tudo que existe.

Aos poucos, uma claridade suave me foi despertando para um novo dia e acordei sem pressa alguma
– o dia estava muito bonito!
Pensei:
este dia está mais bonito que os outros ou transformei minha vida numa angustiante rotina cheia de dúvidas e conflitos?

De repente fui percebendo que,
na correria louca,
havia preenchido o tempo com tantas coisas que estavam me desgastando
que nunca tirava um tempinho pra ficar sozinho,
comigo mesmo,
a fim de avaliar se a minha maneira de viver era correta ou não;
se precisaria corrigir os erros cometidos,
tantas “justificativas” pelo modo de proceder,
tantas coisas sem sentido...
Afinal,
aonde tudo me levaria, quando um dia tivesse que “enfrentar” a morte?

C O N T I N U A . . .
fchagass
Enviado por fchagass em 12/07/2018
Código do texto: T6388522
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
fchagass
Garanhuns - Pernambuco - Brasil, 60 anos
9658 textos (485722 leituras)
1 e-livros (244 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/07/18 17:29)
fchagass

Site do Escritor