Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Afora...


Exteriorizo as reservas da essência com poesia,
Adentrando na incumbência dos sentimentos,
Divulgando com avidez a singeleza da rebeldia,
A cumplicidade do cotidiano e seus elementos,

Procuro este “que” numa investigação incerta,
Recolhendo perdidos pedaços de um eu sadio,
Conduzo denguices em cada nova descoberta,
Desvendo os queixumes de cada alento vazio,

Sou um espaço justaposto às vezes desligado,
Uma questão no horizonte do próprio encalço,
Uma fração terna esquadrinhando o passado,
A desculpa carregada pelo pretexto descalço,

Ao parar, cantarolo os ecos de outras vozes,
Declaro tropeços nos começos meios e fins,
Respondo com firmeza a inquirições algozes,
Numa avaliação flexível adiante dos confins,

Escuto a difusão dos silêncios que me fitam,
Adoto os ‘quiçás’ em nostálgicas avaliações,
Decifro os alvoroços dos temores que gritam,
Guardo as queixas numa caixa de recordações!
Amaro Larroza
Enviado por Amaro Larroza em 24/09/2018
Código do texto: T6458582
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Amaro Larroza
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 58 anos
391 textos (204688 leituras)
2 áudios (160 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/18 22:53)