Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sociedade não perdoa

Sistema operacional
vida Loka
acorda cedo
vê o raiar do dia
tão natural
nada o atrapalha
não queria ser assim tão louco
aonde a lógica me mostra
que pra ser feliz não se precisa de nada
a transparência aparece
quando se expõem as ideias
quando se põem as cartas na mesa
tudo fica claro
o interesse vem em primeiro plano
o agora satisfaz com gosto
uma ida sem volta
pra terra dos que pedem socorro
não seja mais um
entre muitos
seja inédito único
cada dia que se vai, não retorna
se acorda
então realiza
sonhos de infância
e no momento se perde nos alucinógenos que não mais alucina
traumas na mente
De tanto que o sistema o aperta
contas pra pagar
a própria sobrevivência
se vestir se divertir
buscar o que aprecia
sorrir a cada coisa que se fala
energia mil grau
nada de tristezas
o confuso vem o abala
tira seu chão
céu sem estrelas
julga se incapaz
se priva se esconde se esquiva
deixa pra amanhã achando que será outra coisa
então perde a oportunidade
por falta
falta isso ou akilo
se inferioriza
se acha o pior das pessoas
só pq a fumaça lhe incomoda as narinas
então sobe a fumaça criativa
aonde nasce uma idéia
rimas que me fascina
me mostra o caminho
eternizando minha trajetória
compartilhando o que se pensa
com o próximo que me acompanha
amigos irmãos da vida
que aprendo a respeitar a cada opinião que a mim se reporta
vem abraça a causa
aonde a felicidade acontece
não se marca hora
me encontre nos muros que nos cerca
aonde mora toda esperança
que tudo será livre sem muros
que nos impossíbilita a chegada
de bons tempos sem a preocupação do próximo dia.
oq vamos fazer
pra sobreviver
dinheiro ganhar pra se comprar
o que se gosta
ser rico materialmente
ter facilidade de obter toda a loja
sonhou comprou
levou pra casa
lançou no mercado
já tenho o uso, não me inveja
assim se faz
quando o dinheiro não é o problema
sem economia
volta pra casa com a mala cheia
de inutilidade
supérfluo que não se usa
no dia a dia
apenas ego que se satisfaz
no ato da compra
elas disseram que se vestem pra si
me mostre aonde está a mentira
pq o ego se enche
quando olhares a observa
chamou a atenção
ganhou elogios cantadas
se não, pronto, baixa estima
me diz aonde está a mentira?
pq a sociedade não perdoa
só julga.
Alessandro M P O F
Enviado por Alessandro M P O F em 11/10/2018
Código do texto: T6473370
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alessandro M P O F
São Paulo - São Paulo - Brasil, 36 anos
226 textos (1207 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/18 04:03)
Alessandro M P O F