Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Esconde-Acha

Uma grande piada, quase sempre de mau gosto, maltrata, mas piada.
Esconde-esconde para a vida não pegar.
Danada! Num corre-corre você vem me encontrar.
Toma-me de jeito.
Aquilo de: - Quem me dera, apenas uma vez...
MENTIRA! Quero é mais!
Eu, tu, eles.
Qual a equação exata? Constata para mim:
Eu mais tu é igual a danem-se eles;
Eu mais eles é igual a até mais, você;
Tu mais eles é igual a adeus para mim;
Diz que acredito.
Na essência de lindas palavras, sons e risos, era apenas momento casual?
Jogo errado! As regras não foram especificadas para mim.
Eu nem queria jogar e jogo bem, heim?
Eu estava lá ainda, nas belezas.
O jogo começou, aconteceu, acabou e eu estava nas maravilhas?
Que nada! Placar, só se para eles.
Estou comendo pipoca, porque o algodão doce...
Você ainda não trouxe para mim.
Que gritem, aplaudam, tanto barulho é para nada, não tem jogo...
Tem este fogo querendo te queimar.
Então beba deste eu que te dou de mãos abençoadas.
Rose Stteffen
Enviado por Rose Stteffen em 17/09/2007
Reeditado em 21/04/2011
Código do texto: T656848
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Rose Stteffen). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rose Stteffen
São Paulo - São Paulo - Brasil
1356 textos (178100 leituras)
16 áudios (1782 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 04:43)
Rose Stteffen