Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Confissão

Quero declarar meu amor. Uma necessidade que  me arde o peito e me ensandece a cada segundo em que fico calado. Neste mundo negro e maculado pela frieza, quero declarar que não consigo viver sem você, sem te sentir, sem estar perto, ser ter-te.
Ah, quando no meio de um mar de angustia, solidão e tristeza vejo o teu sorriso a chamar teu nome, teu abraço me sossegando, me confortando e me dando carinho, afastando todos os meus medos num único toque, me escondendo no seu intimo com todo amor.
Sim, eu poderia dizer que você me completa, mas ao me entregar inteiramente me sinto cheio, tu me possuis de tal maneira e posso entender que não sou nada, que minha alma se esvai, que eu desfaleceria não fossem teus olhos, teu sorriso, tua mão me protegendo, e que me faz feliz.
Meu desejo é gritar ao mundo o quanto te amo, o quanto  te preciso e espero por ti, sabendo que vens, sempre que preciso, e me afagas carinhosamente.
Tuas palavras quando tocam meu coração, aquecem minha alma e a enchem de esperança, de força. Tua voz doce ao meu ouvido é como o tocar de um sopro brando ou mesmo um vento forte que me faz voar em tuas asas de amor.
É verdade. Já não posso negar ou esquecer tal realidade que ultrapassa o meu ser. Preciso anunciar a peito aberto que te quero, te preciso, te amo, que o meu compromisso é contigo, que só a ti pertenço. Sim, eu te amo, e não quero nem posso calar esse sentimento, que tanto demorei a ver, que me escapava das mãos, do qual um dia eu fugi com medo.
Agora é diferente. Os olhos se abrem e te vejo sorrindo, os braços abertos, quero correr para ti como a corça que anseia pelas correntes das águas e flutuar de infinito amor, debruçado em tuas vestes. Quando te verei de novo, quando encontrar-se-ão nossos olhos e seremos novamente um só? Meu peito bate miúdo enquanto não vens, pois só de ti depende a minha alegria.
Porque enquanto sigo te conhecendo, vivo cada vez mais certo de que o teu amor ultrapassa minhas necessidades. Você continua a me amar apesar da minha inconstância e dos meus desvios de humor. Ainda que se voltem contra ti por minha causa, ainda que eu mesmo possa te negar, continuarás me amando, porque és mostra inefável de perfeito amor.
E venho aos céus declarar meu amor, que não se compara em nada ao teu amor por mim, que se deu, se entregou, me amou quando éramos ainda desconhecidos, e não se intimidou com os meus inimigos e tomou as minhas dores, vencendo todas as lutas.
Por isso e tanto mais, eu preciso declarar meu amor por ti.

Jesus.

 
                                                                  Olhos de Lince
*O comentário do texto é a melhor opção a fazer...
Andarilho Solitário
Enviado por Andarilho Solitário em 18/09/2007
Reeditado em 12/05/2008
Código do texto: T657236

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (By Other). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Andarilho Solitário
Viamão - Rio Grande do Sul - Brasil, 28 anos
15 textos (690 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/12/17 18:12)
Andarilho Solitário