Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



O TREM DA ALEGRIA




Eu necessito  escrever,
Uma poesia que fale de você,
Mas, o nosso sistema é culpado,
De cada verso elaborado,
Sai todos embrulhados.

Vêm à inspiração,
E no mesmo instante torna tudo apagada,
Se não fosse a nossa história,
Tão sublime e tão amada,
O que seria da nossa via cruzes estrada.

Construímos sólida alavanca,
Em toda a nossa caminhada,
Nunca dissemos, fomos vítimas,
Dessa política enraizada.

Alimenta de arquivos superados,
Esses dirigentes da nossa Nação,
Como seguirmos rumos à ética?
Se, convivemos sob o teto da corrupção.

Foram homens escolhidos,
Que deram cursos de verão,
Em nome da CEBs, arrastava multidões,
Lotavam estádios e galpões.

Com o tempo apodreceram,
Tornaram cinzas às falas ditas,
As idéias, os projetos...
Somaram-se com as heranças malditas.

São tantas malandragens!
É tanto troca-troca,
Cadê os movimentos, as caras pintadas?
Perderam suas identidades,
Estão “quase todos” lotados,
No trio elétrico da sacanagem.




Alci Santos Vivas Amado
Enviado por Alci Santos Vivas Amado em 28/09/2007
Reeditado em 18/10/2007
Código do texto: T671998

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alci Santos Vivas Amado
Mimoso do Sul - Espírito Santo - Brasil, 72 anos
238 textos (32033 leituras)
2 e-livros (137 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 17:43)
Alci Santos Vivas Amado