Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DO SOLITÁRIO PRAZER A QUE SE USA COM AS MÃOS OU COM OS DEDOS

  N'avidez pelo que ama... ao que se retêm
    E quanto abunda nas lembranças,
      [quando então se ausenta (não se tem)!
 Todavia, não solta, oh! de form'alguma larga pelo que se agarra
   Ou mesmo que s'esteja apenas na sutileza de seus digitais toques

    Ah! esta torrente de prazer a que não pede que lhe serene!
 E, quando, pois presente, a todos deleita:
      Homens e mulheres... ricos e pobres... enfim, todos!
  Seja pelo que se segura e apanha... com suas mãos
     Seja, de igual modo, tão somente com as pontas dos dedos
 E para ambos casos um universo de satisfação... ledice... felicidade
   Ai! Que delícia!

   Ó intenso gáudio! Ó acentuad'alegria!
 No regozijo a se fazer sempre com suas mãos
     Ou nas extremidades de seus dígitos... com o dinheiro
 Esteja-o, pois agarrado... ou no instante que o conta... delicadamente
    Ao que distrai a mente por seu encanto que tão mente!
      D'aquela a suspirar d'ante sua imagem e forma
 Oh! E quanto não o quer que tal delicia (ou feitiço) se dissolva!
   Neste mundo em que a felicidade é tão apenas sombra que se vai...!

     E assim, do que concreto s'é (e não imaginário)
 Pegar no dinheiro... e mantê-lo no que firme o prende
     Ou simplesmente contá-lo a partir dos dedos
  Eis então a preferida masturbação de quem s'é rico e abastado
      E também d'alguns pobres (quando estes o têm!)

     Todavia, quando acaba – o dinheiro – oh! quanta frustração!
  Tal como em qualquer outra forma... de masturbação
       [quando então... se finda!



                        ************************

                           03 de dezembro de 2019

 
Fausto de Deus
Enviado por Fausto de Deus em 03/12/2019
Reeditado em 05/12/2019
Código do texto: T6809659
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fausto de Deus
Curvelo - Minas Gerais - Brasil
194 textos (2482 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/19 00:46)
Fausto de Deus