Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Páginas em branco

Nossa história está cheia de páginas em branco.
Já faz algum tempo que eu parei de contar
As coisas imaginadas.
E não são as páginas vindouras,
Mas, sim, as paginas passadas,
Onde nada aconteceu:
Não vi o teu sorriso,
Não ouvi a tua voz,
Não senti a tua presença,
Estacada num canto qualquer da minha memória.
Tudo de real entre nós ficou distante.
Hoje, eu sou apenas uma melodia
A espera de uma letra.
Uma melodia triste,
Que chora a tua ausência.
Estou a ponto de desistir dos meus sonhos,
Não tenho ânimo para carrega-los.
Mas não quero perder a esperança.
Pois que desistir de você,
Seria a quebra da minha promessa.
Um dia eu jurei nunca te esquecer.
A última imagem real que tenho
Me veio a memória:
Você, de pé, no semáforo, esperando para atravessar.
Blusa laranja, bermuda bege,
Seus cabelos curtos, cacheados,
Davam-lhe um ar jovialidade.
Num átimo, a fantasia desencadeou:
Você aceitou a minha carona pra eu te levar pra casa.
Entrou no carro e me surpreendeu
Com um beijo na boca, cheia de saudade.
A impaciência  dos motoristas atrás me mim,
Impeliram-me a retomar a marcha,
A seguir o meu caminho.
Deixando para trás a oportunidade
que o acaso né dera de sentir teu cheiro,
De ouvir a tua respiração,
O teu olhar querendo guardar o momento.
Resta-te saber que o meu amor por ti permanece.
As páginas da nossa história não vão continuar em branco
Talvez com uma longa ausência de fatos reais.
Porém cheia de coisas imaginadas.
Meu amor por você sempre será real.
Ivo Crifar
Enviado por Ivo Crifar em 26/03/2020
Código do texto: T6897337
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Ivo Crifar
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
270 textos (16398 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/04/20 02:27)
Ivo Crifar