Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Chutando o pau da barraca

Sinto meu peito apertado, coração magoado.
Uma vontade de não sei o quê.
De ir não sei para onde.
Dêem o nome que quiserem.
Angústia?
Crise existencial?
Depressão? (não exagerem!)
Já tive, e é chato.
Mulher mal amada?
Louca?
Desmiolada?
Ovelha negra?
Em algum momento da minha vida já recebi como “prenda” esses adjetivos.
Nenhum deles caiu bem na hora vivenciada.
Pode até ser que depois sim, sei lá!
Mas para o momento foram péssimos, lembro-me.
Estou por minha conta e gosto disso.
Desafio a vida a todo instante.
Curto a solidão comum às pessoas que gostam de sonhar.
Poetizo, realizo.
Não me sinto amada como quero.
Talvez passe pela vida sem realizar esse sonho.
Mas procuro um porto, sei que vai bater.
Saberei ouvir meu coração, quando o encontrar.
Preciso mesmo é descobrir lá dentro, no fundo do meu ser, para onde quero ir.
Aí sim!
Jogar tudo para o alto, chutar o pau da barraca e correr atrás daquilo que realmente quero e desejo.

katia christofoletti
Enviado por katia christofoletti em 12/10/2007
Reeditado em 13/10/2007
Código do texto: T691752

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
katia christofoletti
Poços de Caldas - Minas Gerais - Brasil
1324 textos (63657 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 19:08)
katia christofoletti