Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A imensidão da maça

O sabor da maça
Você desconhece
Da fruta do conde
Do queijo prato
Da avelã.
Como é saborosa
Tem gosto de felicidade
Você desconhece o sabor
Você é insaciável
Quer sempre mais
Consome demais
Isto lhe rouba os sabores
Os sabores que saciam o desejo
Daqueles que não possuem
Maças.

Assim diz o menino com fome:
- A sua angustia, o seu vazio
Vazio que preencho com a maça
A qual me delicio
Você não consegue suprir
Quem é mais infeliz?
Olha pra você!
As maças apodrecem na sua mesa
Quanta tristeza!
Moscas as devoram
Oh! Como eu queria possuí-la
Distribuí-las aos meus irmãos
Em algazarra nos deliciaríamos
Em frente da imensidão
Que nos seriam pedaços por pedaços
De uma maça inteira.
A tristeza iria embora da sua casa vazia
E do meu coração
Em frente da imensidão da maça
Me sentiria pleno, sereno.
O que te falta amigo é o amor
a felicidade em compartilhar
Isto poderiamos te dar
Assim completos nos gestos
A maça cumpriria seu mais nobre papel
Preenchendo vácuos
De estômagos e corações
Com a mais doce imensidão.


Maria Rita Pereira
Enviado por Maria Rita Pereira em 14/10/2007
Reeditado em 30/01/2008
Código do texto: T693717

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite e nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Rita Pereira
São Paulo - São Paulo - Brasil
108 textos (3632 leituras)
1 e-livros (87 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 04:59)
Maria Rita Pereira