Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



 
Descobertas
 
 
O tempo é mesmo pouco para o tanto que queremos fazer,
fazer tudo ao mesmo tempo, não dá.
Acabamos não fazendo nada se não organizarmos.
De repente o sol já foi,
perdemos seus raios da manhã,
quando o sol troca de brilho já está chamando a noite.
A alma não quer afazeres, ela só não tem preguiça de voar,
vai por aí olhando as paisagens, falando de amor,
mesmo inventado, ela vai sonhando,
é o que ela quer, nem sempre  damos ouvidos.
Regamos as plantas do quintal,
colecionamos as fotos que estavam esperando cuidados,
refazemos coisas,
lemos àquele livro que esperava por nós,
assistimos séries, àquelas que não tínhamos tempo,
e de longe abraçamos velhos amigos,
não dá para literalmente
pegarmos a estrada e deixar a alma correr livremente.
Não a deixemos trancada, sufocada,
viver é estarmos preparados para as descobertas,
onde estivermos podemos descobrir.
Daqui a pouco, vai passar, nos reinventemos,
para podermos suportar, vai dar para fazermos tudo, 
antes que nos falte o tempo.
Liduina do Nascimento
Enviado por Liduina do Nascimento em 29/06/2020
Código do texto: T6991528
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Sobre a autora
Liduina do Nascimento
Fortaleza - Ceará - Brasil
2583 textos (80169 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/08/20 18:38)
Liduina do Nascimento

Site do Escritor