Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
POESIA NA PANDEMIA
 A marca indelével de teu belo sorriso ficou escondida pela máscara;
As covinhas do teu rosto eu também já não consigo enxergar;
Nem a maciez dos teus lábios que se revelavam quando começavas a falar;
Hoje só me resta à expressão corporal de teus gestos e o brilho intenso do teu olhar;
A aproximação está um pouco distante mas não tardará a chegar;
Entretanto, ainda nos resta a doce esperança que em breve poderá reacender o nosso amor quando tudo isto passar.
 
Tom Oliv
Enviado por Tom Oliv em 02/07/2020
Reeditado em 03/07/2020
Código do texto: T6994362
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Tom Oliv
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1232 textos (89296 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/08/20 19:30)