Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"CONFISSÕES"

Estamos quites então,
já que não somos de ninguém...
Eu não sou ciumento, e nunca fiz cenas,
até porque sei que você nem é mulher pra mim...
Gosto desta ilusão, pois te amar me faz bem,
é alimento pra minha mente, para minha alma...
E aguça os sentidos do meu corpo...
Mas amor, você é muito Mulher, é jovem linda,
Divina e uma pessoa maravilhosa, digna de um Rei,
ou um Príncipe herdeiro de algum Reino...
Eu, pobre de mim, um poeta sonhador,
transformado em um sapo pelos teus olhos feiticeiros...
Nem fujo mais, fico aqui e acolá, coaxando...
Pra lá e pra cá; esperando,
esperando pela chuva ou pela Lua...
Só e tão somente, pra te ver passar, riscando este céu,
como uma Estrela cadente...
E sempre te sinto cair em outros braços, ao longe...
Fora do alcance de meus olhos, bem além do horizonte...
É bem assim, desta forma que te amo,
de todas as outras, bem diferente...
Pena pra mim, que amo sozinho, e você,
que nada sente..?

Bene
Benedito Oliveira
Enviado por Benedito Oliveira em 03/07/2020
Código do texto: T6994683
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Benedito Oliveira
Confins - Minas Gerais - Brasil, 66 anos
723 textos (6316 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/08/20 20:13)
Benedito Oliveira