Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FLÔR DE ESPINHO...


Nunca ousei imaginar como seria o "depois de você".
Sabia que nunca seria igual ao "antes".
"Durante" muito tempo, você foi meu trivial, minha
rotina certa, meu "todo dia", meu sol.
Você nunca "se fez" diante de mim.
Mas permitiu que eu "o fizesse", enfim.
Você, nunca, nada me prometeu.
Mas aceitou minhas promessas de um amor que seria
só seu.
Você, no deserto, de sede nunca se lamentou.
Mas eu te embebia do néctar que minava do meu
amor.
Você, na estrada da vida, às vezes, pisava em 
espinhos.
Mas eu recolhia um a um, te banhava de bálsamo,
te levava pro ninho.
Hoje vivo a realidade das lembranças...da saudade!
As levarei comigo por toda a eternidade.
PURA PÉROLA
Enviado por PURA PÉROLA em 20/10/2007
Reeditado em 01/05/2009
Código do texto: T701742

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
PURA PÉROLA
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 55 anos
762 textos (44237 leituras)
3 e-livros (264 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 12:39)
PURA PÉROLA