Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Na verdade, na verdade

Quisera eu poder mandar em meu coração.
Quem dera, ou, escolher simples entre o sim e não.
Quimera, do mundo escolhas simples para tanto furacão,
Que espera, um pouco de alegria em tanta solidão.

Na verdade a esperança
É um dom que se perde
Quando se é ainda criança
E não se tem aquilo que mede
Tudo o que se vê na dança
Da vida tão perdida em febre.

Na verdade, seus heróis são você:
Com um pouquinho mais de coragem;
Seus ídolos são você
Com mais, talvez, oportunindades;
Seus avós são você,
Com um pouquinho mais de idade;
Até de quem você tem inveja, também é você!
Com um pouquinho mais de bobagem.

Na verdade, na verdade mesmo,
Não tenho o que falar
Então não falo.
Mas não me calo!,
Na frente de quem tem menos a falar
Ainda
Do que eu mesmo

Na verdade, não existem verdades.

Na verdade, nada disso é verdade.

Na verdade, a verdade,
Se existisse,
Eu não saberia

Na verdade...
Na verdade...
Alê Campos
Enviado por Alê Campos em 26/10/2007
Código do texto: T711163
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Alê Campos
Uberlândia - Minas Gerais - Brasil, 32 anos
46 textos (1735 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/03/21 20:54)
Alê Campos