Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CARRILHÃO DO TEMPO


Que horas são?
Eu nunca sei!
Eu apenas as questiono aos relógios...
Mas há ponteiros que se perdem no tempo,
E no afã de controlar as horas,
Desnorteiam o sentido.
Marcadores que são...só marcam o nada!
Porque tempo...é algo virtual.
O que nele consta...é só a vida!
E vida...é mero detalhe.
E qual os relógios...
Contamos os anos
Como quem checa as horas!
Que horas são?
Eu já disse que não sei!
Sou igual àqueles ponteiros,
Que giram zonzos,
E que sem destino...
Retornam ao mesmo lugar.
Sempre às mesmas horas...
De lugar nenhum.
MAVI
Enviado por MAVI em 05/11/2007
Código do texto: T724378

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Áudio
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MAVI
São Paulo - São Paulo - Brasil, 57 anos
5468 textos (343050 leituras)
994 áudios (87130 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 10:06)
MAVI