Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Que sou agora?
Onde estou?
Aonde vim parar?
E aqueles sonhos que me faziam crescer? Onde estão?
Olho todos os dias, os dias.
Olho todas as noites, as noites.
O silêncio é tão amplo que assusta.
Já não pergunto, sei que não existem respostas.
Desesperada, procuro algo...Um projeto.
Um projeto de qualquer coisa.
Olho as tintas e sei que posso, e posso tanto que faço nada.
Olho o papel e os lápis e me horrorizo com minhas possibilidades.
Em minha mente, são tantas as cenas que fujo delas dormindo.
Um resto... Um resto de mim? Um projeto de qualquer coisa, feito uma reciclagem.
Vi o Jardineiro. Ele estava colhendo flores.
Será que ele já sabe que capim é flor?
Sei que qualidade de flores ele procura... Flores pessoas.
Bonito o Jardineiro procurar flores, mas é preciso cultivá-las.
Será que ele sabe que se cuidar demais as flores morrem?
É, elas morrem... Parece absurdo. Mas é fato, morrem.
O Jardineiro terá que cuidar das flores que procura, mas não muito para que não as sufoquem.
São estranhas elas, nós, as flores.
Descuidem-se; morrem por falta de atenção.
Preocupem-se em demasia; morrem... Até o capim, que logo se acha orquídea.
Volto já para o nada.
O Jardineiro colhendo flores.
Eu, um projeto...
Eu, flor.
Rose Stteffen
Enviado por Rose Stteffen em 08/11/2007
Reeditado em 21/04/2011
Código do texto: T728828
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Rose Stteffen). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rose Stteffen
São Paulo - São Paulo - Brasil
1360 textos (178189 leituras)
16 áudios (1782 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 09:07)
Rose Stteffen