Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E assim vou levando...

Logo eu, que guerriei com todos...
Enfrentei tudo...
Me ralei, machuquei...
Me levantei e falei...
Sou capaz de assumir tudo o que faço...
O que falam pra mim não tem peso algum...
Vou parar de bobeira, vou me entregar...
Não sou mas criança, faz tempo que aprendi a andar...
E andar sozinho, enfrentar os problemas que o mundo me proporcionou...
Ergui minha cabeça e segui em frente...
Sem querer encontrar o fim do túnel...
Me aventurei, me entreguei, me dei...
Me apaixonei, me superei, eu sei...
Você tem noção...o q é guerear contra um batalhão...
Você olhar para dentro de si e falar eu posso...
E eu vou conseguir, custe o que custar...
Eu consegui...
Consegui ser eu mesmo, sem me preocupar com o que acham...
O que falam, o que pensam...
Vivo pra mim e não pra satisfazer uns e outros...
Tenho que me sentir bem...
Procurar a minha felicidade...
Conquista-la, agarra-la, sem que nada possa me tira-la...
Sou um homem ou um rato???...
Já virei adulto ou ainda sou uma criança???...
Tenho vontade própia ou sou teleguiado ???...
Eu tenho as respotas pra essas perguntas
Sou um homem, adulto com vontades própias...
É isso...

E assim vou levando...
Vou procurando...
Vou chegando...
Me acertando...
E é claro vou errando...
Até aprender...

Cada um tem o seu certo e o seu errado...não acha ???

Procuro fazer as pessoas que eu amo feliz...
Até mesmo que seja do meu lado...
Se for preciso pode ser longe de mim...

Somos livres...
Crescidos...
E inteligentes...

Acho q de poeta estou ficando louco...
Mas deixa....
Escrevo o que tenho vontade...
Que se dane o que pensam...
Léo Thomaz
Enviado por Léo Thomaz em 13/11/2007
Código do texto: T735020
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Léo Thomaz
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 37 anos
5 textos (232 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 22:50)
Léo Thomaz