Rural e Urbano

Num esplendoroso mundo mágico vivemos,

Ora a contemplar a natureza e nos deleitamos dela,

Ora passamos por ela e figirmos não vê-las.

Entre Oliveiras, figueiras e laranjeiras me encontro agora.

Que beleza a troca de tempo em tempo.

Sonhar com o urbano e beijar o rural.

Quanta vida há nas duas que apraz o ideal.

No rural me vejo parte de um ser coloquial,

No urbano um cimento, fortaleza crucial.