Sensorial

O hálito quente que exala da boca,

A fumaça branca visível no inverno,

O doce perfume das flores silvestres

Acordam o universo cisplatino.

Os prados presente nas estradas,

Os cactos a florir nas madrugadas,

As Oliveiras e as laranjeiras flertam

Meus versos coloridos.

Os pensamentos fluindo soltos

Nas correnteza dos rios buscam

A limpidez das palmas na alma

A trazer do cais um mar revolto.

Ecila Yleus
Enviado por Ecila Yleus em 14/10/2021
Reeditado em 05/11/2021
Código do texto: T7363168
Classificação de conteúdo: seguro