Sabores da vida

As framboesas estavam presentes

Naquele ambiente da casa verde.

As amoras estavam coradas,

Olhavam-me a toda hora.

Os mirtilos arredondados estavam

Iguais aos olhos do desejo.

O morango tocava a boca a

deixar toda vermelha.

E a vida trajando coloridos

subiu a vila toda farseira.

A chuva veio de mansinho

A molhar laços de fita.

E pela rua lá vai a esperança

a correr pela ribanceira.