Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

APENAS DIVAGAÇÕES

Impressionam-me os sentidos configurados na realidade física e prazerosa, acercados por essas coisas que latejam, crescem, brilham, gravitam, se multiplicam e morrem, num constante fluir, perecendo ou renovando-se.

Indagações essenciais forçosamente buscam por respostas que estão além das fronteiras da compreensão. Disponho-me a acurar minhas inspirações, oriundas dessa brevidade existencial fomentada por imensos sustentáculos filosóficos.

Neutralizo as solicitudes da alma e, por vezes, rendo-me a mecânica do universo. O comum passa a fazer parte da arte, que descamba imprescindivelmente para o vulgar. Afinal, para quem falar? Alguém se interessaria em ler ou ouvir? E para que foram feitas palavras tão ornadas se tão poucos podem entender-lhes os sentidos?

Estendo meu olhar ao aceitável sem deixar de flertar com os limites da turbação, transportando meus momentos confusos para a magia verbal fascinante, a qual tantos outros costumam chamar de poesia. Eu chamo de retorno ao meu lar...



MORGANA CANTARELLI
Enviado por MORGANA CANTARELLI em 25/11/2007
Reeditado em 10/04/2013
Código do texto: T752234
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MORGANA CANTARELLI
Volta Redonda - Rio de Janeiro - Brasil
943 textos (85497 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/12/17 19:03)
MORGANA CANTARELLI